Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha

O papa Francisco afirmou esta semana que é preferível viver como ateu do que ir todos os dias à igreja e passar a vida odiando e criticando os outros.

“Quantas vezes vemos o escândalo dessas pessoas que passam o dia na igreja, ou que lá vão todos os dias, e depois vivem odiando ou falando mal dos outros”, assinalou Francisco durante a audiência geral que tem todas as quartas-feiras com os fiéis.

O papa acrescentou que o melhor é nem ir à igreja: “Viva como um ateu. Se vai à igreja, então viva como filho, como irmão, dá um verdadeiro exemplo”, instou. Francisco aludia ao evangelho de São Mateus, em que se referem os hipócritas que rezam “para ser vistos pelas pessoas”.

“Os pagãos acreditam que se reza falando, falando, falando. Eu penso em muitos cristãos que acreditam que rezar é falar com Deus, salvo seja, como um papagaio. Não, rezar se faz com o coração, a partir do interior”, defendeu.

Fonte: Ciberia

Os carros elétricos trouxeram inúmeras vantagens para seus donos, mas uma coisa é certa: recarregá-los pode ser algo problemático, uma vez que não há estações disponíveis na mesma proporção que postos de gasolina, por exemplo. Segundo um levantamento, em setembro do ano passado havia aproximadamente 22 mil estações de carregamento disponíveis nos Estados Unidos.

Pensando nisso, a Volkswagen, montadora alemã, liberou um pouco do que está por vir na sua próxima estratégia de carregamento dos veículos. Trata-se de estações móveis que podem ser entregues diretamente aos veículos que precisam de energia — o que, convenhamos, é mais prático do que utilizar os últimos resquícios de bateria para encontrar uma estação nas redondezas em casos extremos.

Essa opção pode ser excelente para quem mora em cidades grandes e estaciona o carro na rua ou simplesmente não tem como carregar o carro na garagem de casa. Assim, essas estações poderão carregar até 15 veículos, levando apenas 17 minutos para que a carga máxima seja atingida.

Os carros elétricos alcançaram o mais novo recorde de vendas globais em 2017: 1 milhão de veículos vendidos, sendo mais da metade na China. Contudo, a questão das estações de carregamento — e da falta delas — ainda é um obstáculo para a popularização desses veículos.

Fonte: Tecmundo

Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado nesta terça-feira (1º) em edição extra do "Diário Oficial da União" fixou o salário mínimo em R$ 998 neste ano. O valor atual é de R$ 954.

Com isso, o valor ficou abaixo da estimativa que constava do orçamento da União, de R$ 1.006. O orçamento foi enviado em agosto do ano passado pelo governo Michel Temer ao Congresso.

O que a equipe econômica do governo Michel Temer dizia é que a inflação de 2018 (um dos fatores que determinam o valor) vai ser menor que o projetado anteriormente - quando foi proposto salário mínimo de R$ 1.006 em 2019.

De acordo com informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (Dieese), o salário mínimo serve de referência para o rendimento de cerca de 48 milhões de trabalhadores no Brasil.

Fórmula do salário mínimo
O reajuste do salário mínimo obedece a uma fórmula que leva em consideração o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e a variação da inflação, medida pelo INPC, do ano anterior.

Para o salário mínimo de 2019, portanto, a fórmula determina a soma do resultado do PIB de 2017 (alta de 1%) e o INPC de 2018. Como só será possível saber no início do ano que vem a variação do INPC de 2018, o governo usa uma previsão para propor o aumento.

Além da inflação e do resultado do PIB, no reajuste do mínimo de 2019 está embutido uma compensação pelo reajuste autorizado em 2018, de 1,81%, que ficou abaixo da inflação medida pelo INPC. Esse foi o menor aumento em 24 anos.

O ano de 2019 é o último de validade da atual fórmula de correção do mínimo, que começou a valer em 2012. O próximo presidente da República, Jair Bolsonaro, ainda não detalhou qual será sua proposta para o salário mínimo de 2020 em diante.

Impacto nas contas
O reajuste do salário mínimo tem impacto nos gastos do governo. Isso porque os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos aposentados não podem ser menores do que um salário mínimo.

A Constituição 1988 estabeleceu o salário mínimo como piso de referência dos benefícios da Seguridade Social - que incluem Previdência, assistência social e o seguro-desemprego.

O governo projeta que cada R$ 1 de aumento no salário mínimo gera um incremento de cerca de R$ 300 milhões ao ano nas despesas do governo.

Segundo cálculos do Dieese, porém, o salário mínimo "necessário" para despesas de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, seria de R$ 3.959,98 ao mês em novembro deste ano.

Fonte: G1

Um dia antes da posse de Jair Bolsonaro como presidente do Brasil, nesta segunda-feira, 31 de dezembro, saiu a notícia que a jornalista Izabella Camargo agora faz parte de seu governo. Quem deu essa informação foi o jornalista do portal UOL, Flávio Ricco, ele relata que ela fará parte do departamento de Marcos Pontes, famoso astronauta brasileiro, que está a frente da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação.

ale lembrar que antes de trabalhar para Jair Bolsonaro, a jornalista Izabella Camargo foi demitida da Globo no mês de novembro após seis anos de emissora carioca. Na época, a profissional ficou chocada com a notícia, já que estava se tratando de Síndrome de Burnout, uma séria doença causada por alto nível de estresse e contava com licença médica. Utilizando o Instagram, ela fez um vídeo com um forte desabafo e abrindo o jogo sobre a doença.

“Há um mês eu comecei um novo ciclo de vida. Exatamente no dia 29 de outubro eu voltei de uma licença médica que durou 2 meses e 15 dias e fui desligada da empresa em que eu trabalhava. Porém, eu lembrei q temos vários recomeços na vida”, revelou ela. “Tudo tem começo, meio e fim, vários começos e fins e tudo bem, faz parte da vida. Eu estou aqui pra lembrar que, quando a gente sempre pensa no que podemos ganhar, nas oportunidades que têm pela frente e não só pensarmos no que estamos perdendo, tudo dá certo […] Bons caminhos para vocês!”, relatou.

Fonte: O TV Foco

Os números da Mega da Virada foram sorteados na noite desta segunda (31), em São Paulo. O valor do prêmio foi de R$ 302,5 milhões. O G1 transmitiu ao vivo.

As dezenas sorteadas foram: 05 - 10 - 12 - 18 - 25 - 33.

Segundo a Caixa, 52 apostas dividirão o prêmio. Assim, cada aposta ganhadora levará R$ 5.818.007,36.

Confira os ganhadores por estado:

* São Paulo (dez apostas: Adamantina, Guarujá, Pedreira, Praia Grande, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Votorantim e três na capital);
* Acre (uma aposta em Rio Branco);
* Amazonas (uma aposta em Manaus);
* Bahia (cinco apostas: Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Valença e três em Euclides da Cunha);
* Ceará (uma aposta em Várzea Alegre);
* Distrito Federal (uma aposta em Brasília);
* Goiás (duas apostas: Bela Vista de Goiás e Jataí);
* Maranhão (duas apostas: Pedreiras e São Luís);
* Minas Gerais (seis apostas: Alfenas, Divinópolis, Martinho Campos, São Sebastião do Paraíso e duas em Belo Horizonte);
* Mato Grosso do Sul (três apostas: Corumbá, Costa Rica e Coxim);
* Pará (duas apostas: Almeirim e Itaituba);
* Paraíba (uma aposta em João Pessoa);
* Pernambuco (uma aposta em Lagoa do Itaenga);
* Paraná (duas apostas: Campo Mourão e Curitiba);
* Rio de Janeiro (oito apostas: Angra dos Reis, Barra do Piraí, Nova Iguaçu, Santo Antônio de Pádua e quatro na capital);
* Santa Catarina (uma aposta em Blumenau).
* Três apostas ganhadoras foram feitas por canal eletrônico.

Outros ganhadores

Na segunda faixa de premiação (acerto de cinco números), 7.688 apostadores vão levar R$ 6.644,73 cada um. Outros 303.857 apostadores que acertaram quatro números vão receber R$ 240,17 cada um.

R$ 1 milhão por mês

Ainda segundo estimativa da Caixa, o prêmio do concurso pode render mais de R$ 1 milhão por mês, caso seja aplicado inteiramente na poupança. O valor é suficiente para comprar um carro popular por dia.

Neste ano, a Mega da Virada chega ao 10° sorteio. O primeiro deles ocorreu no dia 31 de dezembro de 2009, teve valor superior a R$ 144 milhões e duas apostas vencedoras.

Desde a criação do concurso, a Caixa já pagou R$ 2,8 bilhões em todas as faixas de premiação: somando sena, quina e quadra.

Fonte: G1

Página 1 de 3